14 agosto 2017

ESSA EU, REALMENTE, FIZ PARA ESQUECER

Estava na hora da decisão, eu, que nunca fui muito boa nisso, precisava por um fim ou, finalmente, um começo. Na primeira oportunidade que tive arrumei uma desculpa para mandar você para longe, para não te querer... E deu certo! Ri da sua cara como se eu fosse a rainha da certeza, te empurrei como se fosse tirar você da minha vida com as próprias mãos. Esqueci da noite maltratada e na primeira oportunidade que tive lembrei das tarde que perdi em teus abraços, sabendo que você não me daria nenhum porque estava longe. Disse tanto "não" querendo dizer "sim" nesses últimos dias, disse tantas besteiras querendo cantar ao pé do seu ouvido... Ah, menino, não tente entender a cabeça de uma mulher.

Você pelas diversas vezes dizia que estava me dando uma segunda, terceira, milésima, última chance e eu? Ria, como sempre. Daqui a pouco você volta - pensava eu -, e você voltava. Arqueava as sobrancelhas, parava de falar esperando por uma reação positiva minha e elas nunca vinham. Você fechava os olhos, como sinal de que estava cansado, cara de quem estava me dando toda a sua energia que restava e eu tentava te provar que não adiantaria de nada todo o seu esforço. "Volta para outra" era tudo o que eu tinha para te falar... Isso seria um pouco ou muito ciúmes? Na hora, não falei como quem não quer nada além de espaço e tempo para me ver livre do seu papo.

Agora que estou livre - e cheia de espaço -, procuro uma razão para não querer um chato como você na minha vida, bem do meu ladinho. Desde o início, a um ano atrás, enjoei de você e desde esse dia, soube que não conseguiria viver sem sua presença na minha vida. E agora que demos o adeus final, entendi que fiz tudo errado (querendo acertar) e que você está certo em me dar as costas. Vou fazer de tudo para não ser "a chata" da sua vida, por isso, hoje te mando mensagem, mas amanhã (mesmo pensando em você) vou deixar para lá. Vou enxergar, e quem sabe dizer para os outros, que perdi o cara da minha vida, por não entender muito bem esse negócio que é amar e ser amada.


TEXTO: ISADORA LUSTOSA DO BLOG ILUSTOSA

Um comentário:

  1. Ai que post triste, me fez refletir muito sobre algumas coisas do meu relacionamento :/ pq a gente tem que passar por essas coisas?

    Beijos da Carol do blog Pink is not Rose 🖤

    ResponderExcluir

Siga por email

Colisão Química © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.